16 de jan de 2018

[Resenha] O Poço da Ascensão - Mistborn #2, de Brandon Sanderson

O Poço da Ascensão é o segundo volume da trilogia Mistborn, de Brandon Sanderson. Eu já resenhei o volume 1 (leia aqui). Fica o aviso que esse texto tem spoilers do primeiro livro.

Seis meses após a queda do Senhor Soberano, Elend é o rei de Luthadel e Vin é a guardiã da cidade. Juntos com a velha gangue, o casal tenta modelar a nova sociedade. Infelizmente, o mundo ideal com o qual sonhavam está longe de se tornar realidade: as desigualdades persistem, a politicagem ameaça a liberdade e três exércitos inimigos tentam tomar o poder para si. Como se não bastassem esses problemas, Sazed e Vin acreditam que as brumas estão ficando mais perigosas e que uma grande tragédia pode acontecer.

Quem leu a minha resenha de O Império Final sabe o quanto gostei do livro e peguei esse segundo volume com muitas expectativas. Será que se cumpriram? Sim, e não.

Um ponto que eu destaco é a evolução de Elend. Ele passa por um arco interessante, aprendendo a ser rei, e aprendendo também que para mudar o mundo é preciso mais do que boas ideias. Eu, que não simpatizava com o personagem, passei a gostar dele. Também foi interessante conhecer mais a fundo os membros da gangue e a maneira como se relacionam entre si.

Outro elemento de destaque são as críticas que o autor faz aos jogos políticos nas reuniões do parlamento, e às religiões, com o surgimento de um culto à Kelsier, cujos fieis enxergam Vin como uma espécie de messias.

Por outro lado, acho que o livro sofre com um velho mal que aflige o segundo volume de muitas trilogias: ser só um miolo. Falta um começo e um final mais bem definidos. Esse problema deixa o texto lento em vários momentos e acaba afetando diretamente o arco de Vin, bem menos carismática nesse volume e envolvida num triângulo amoroso um tanto forçado.

Pesando altos e baixos, ainda faço uma avaliação positiva. Acho que os pontos altos se sobressaem. A narrativa do Sanderson continua envolvente, com bons diálogos e uma mitologia própria bem rica. O Poço da Ascensão pode não ser tão bom quanto O Império Final, mas consegue manter as expectativas para a conclusão da série.

Autor: Brandon Sanderson
Páginas: 722
Ano: 2015
Editora: LeYa

26 de dez de 2017

Realidades Cabulosas: Ano 1 - lançamento Leitor Cabuloso


O ano está acabando, mas ainda dá tempo de mais uma novidade: o site Leitor Cabuloso lançou o primeiro volume da antologia Realidades Cabulosas. São 19 contos com temas e gêneros variados e vários microcontos, resultando num enorme trabalho colaborativo.

Eu sou um dos autores participantes com o conto Eva & Morte.

Realidades Cabulosas está disponível em e-book gratuito e também impresso. Clique aqui ou na imagem para acessar o site do livro e saiba como adquirir o seu. Boa leitura!

> adicione Realidades Cabulosas no skoob

22 de dez de 2017

Melhores de 2017


O ano está acabando e chegou a hora de postar a lista do que mais curti em termos de cultura pop. Vale lembrar que esse título é meio enganoso, porque acho que a maioria dos tópicos traz obras que não foram lançadas em 2017, mas sim coisas que eu curti ao longo do ano.

Melhores dos anos anteriores

Então vamos a lista desse ano:

LIVRO: Mistborn - O Império Final, de Brandon Sanderson


Primeiro volume da série Mistborn, O Império Final traz uma história de fantasia ambientada num cenário vitoriano. Um carismático líder rebelde chamado Kelsier reúne uma equipe de indivíduos excêntricos para destronar o impiedoso Senhor Soberano. A mais nova integrante do grupo, Vin, é uma jovem criada nas ruas e que agora tem de aprender a confiar em seus amigos e a se passar por uma dama da alta sociedade (leia a resenha completa).


FILME PIPOCA: Mulher-Maravilha



Quando os confrontos da Primeira Guerra Mundial atingem a Ilha das Amazonas, a princesa Diana deixa seu lar para lutar contra o deus da guerra, Ares. Demorou, mas finalmente um blockbuster estrelado por uma super-heroína (a maior de todas elas) emplacou na bilheteria. Enquanto a maioria dos filmes da DC tem patinado, a Mulher-Maravilha de Gal Gadot reinou absoluta numa produção que acha o equilíbrio perfeito entre aventura, drama e humor.



FILME ALTERNATIVO: A Grande Guerra Marciana



Outra história da Primeira Guerra Mundial, esse um pouco diferente. A Grande Guerra Marciana é uma ficção documental que adapta livremente o clássico A Guerra dos Mundos. Misturando imagens de arquivo e "depoimentos" o filme conta a luta dos exércitos da Terra para deter uma invasão alienígena no começo do século passado. No Brasil, o longa foi exibido no canal SyFy e está disponível em alguns serviços de streaming.


COMICS: Batman


Desde que assumiu a revista regular do Homem-Morcego, Tom King tem mostrado constantemente porque é um dos melhores roteiristas da atualidade. King trouxe uma visão mais humanizada do herói e consegue manter o mesmo nível em sagas tensas como Sou Suicida e A Guerra de Piadas e Charadas, quanto em arcos mais leves e bem-humorados como Superamigos. No ponto alto do ano, Batman pede Mulher-Gato em casamento e ela aceita.


ANIME: ID-0


Durante uma missão no espaço, a jovem geóloga Maya sofre um acidente e acaba sendo resgatada por um grupo de mineradores espaciais formado por foras da lei, incluindo o misterioso Ido, que perdeu seu corpo humano e só se salvou porque transferiu sua consciência para uma espécie de robô. Embora comece como uma história de corrida do ouro, a série vai se tornando mais complexa à medida que avança, sem jamais subestimar a inteligência do público. Disponível dublado e legendado na Netflix.



SÉRIE: The Orville


Quando Seth MacFarlane anunciou uma paródia de Star Trek, quem não iria esperar o mesmo tipo de humor visto em Family Guy? Porém, The Orville surpreendeu o público positivamente ao apresentar um humor leve e uma ótima série de ficção cientifica, com roteiros sólidos e questões sociais atuais e relevantes. Como não podia deixar de ser, a tripulação é composta por figuras excêntricas como o capitão Ed Mercer (um ótimo oficial, mas um fracasso na vida pessoal) e sua ex-esposa, a Primeira Imediato Grayson.



GAME: Batman - Arkham Knight


Esse foi um ano espetacular para os games! Infelizmente, tive acesso a poucos lançamentos por questões financeiras (😕). O jogo que mais curti em 2017 foi o ótimo Batman - Arkham Knight, encerrando a trilogia iniciada em Arkham Asylum. O game traz as mecânicas mais polidas da série, uma Gotham City de encher os olhos e uma excelente trama.

15 de dez de 2017

Sorteio Blogueiras Unidas


Olá, nucciamigos!

O fim do ano está chegando e o Grupo Blogueiras Unidas (Blogs As 1001 Nuccias, Entre Livros e Pergaminhos, CuraLeitura e Clube do Livro e Amigos) quer comemorar o ano incrível que 2017 foi e torcer para que 2018 seja muito mais junto com vocês!

Daí, convidamos uma galera linda para participar de um sorteio coletivo de responsa!

Venham com a gente!

4 de dez de 2017

Chamada para a antologia Duendes: Contos Sombrios de Reinos Invisíveis


Faz um bom tempinho que não falo de antologias aqui. A verdade é que o cenário de antologias hoje é bem diferente do que era há alguns anos, sendo que hoje, a maioria das coletâneas cobra valores salgados dos autores que querem participar. Eu nunca participei de antologias assim (e também não recomendo a participação), mas fica a critério de cada um.

Felizmente, ainda existem algumas antologias gratuitas por aí e uma dessas é a Duendes: Contos de Sombrios de Reinos Invisíveis, que está com inscrições abertas para contos de fantasia sombria.

Abaixo tem um pouquinho texto de chamada. Para mais detalhes e o regulamento, acessem a página oficial da antologia.

O Reino Invisível sempre esteve perto de nós. Além dos círculos de pedra, no coração das florestas, em dimensões das quais nos separa uma frágil barreira, um povo muito antigo nos espreita com olhos cheios de paixão, curiosidade, sabedoria – mas também, algumas vezes, com inveja e maldade... [continue a leitura]

18 de nov de 2017

[Filme] Liga da Justiça


Continuação direta do controverso Batman vs Superman (que eu achei divertido, apesar de ter falhar inegáveis), Liga da Justiça veio com a missão de manter o nível do filme-solo da Mulher-Maravilha e provar, de uma vez por todas o valor do universo DC nos cinemas.

Bom, posso dizer que saí do cinema satisfeito!

A trama gira em torno das Caixas Maternas, três artefatos que o vilão Lobo da Estepe quer reunir para liberar um poder capaz de moldar o mundo à sua vontade. Ante uma ameaça tão grande, Batman e Mulher-Maravilha começam a reunir uma equipe para proteger a Terra.

O filme começa de forma inconstante. O primeiro arco é um tanto acelerado e com cenas bastante picotadas. Confesso que cheguei a ficar preocupado. Porém, quando os heróis começam a se reunir, tudo vai fluindo com mais naturalidade e o longa encontra um bom ritmo.

É interessante que a produção parece ter aprendido com os erros de BvS e Esquadrão Suicida, e também com os acertos de Mulher-Maravilha. Liga da Justiça dá tempo suficiente para nos aproximarmos dos personagens, assim como dá tempo suficiente para desenvolver a dinâmica dentro da equipe.

Apesar do CG derrapar de vez em quando, as cenas de ação são de tirar o fôlego e o roteiro consegue encontrar um ótimo equilíbrio entre momentos de humor e cenas sérias.

Para encerrar, é uma pena que a participação de J. K. Simmons seja pequena, porque ele está maravilhoso como Comissário Gordon. E que a continuação venha logo!

10 de nov de 2017

Ativista, por Joe de Lima - lançamento


Chegou o grande dia! Foi uma longa jornada até aqui, mas agora a saga chega ao fim. Já está disponível o último volume da Trilogia Vera Cruz, encerrando as aventuras de Marcel e seus companheiros.

Seguem a sinopse e os links para adquirir o seu exemplar. Boas leituras e não deixem de comentar!

"Vera Cruz está em guerra. Em meio ao caos dos conflitos, um novo governo se estabelece, instaurando uma ditadura violenta e implacável. Ainda se recuperando, Marcel tem de se preparar para sua próxima missão.

Ao mesmo tempo, Camilla e Flora fazem planos para libertar o país. Contudo, o atrito entre elas é cada vez maior. Em meio às festas de fim de ano, Marcel e seus companheiros irão atravessar o país, encontrando novos aliados e inimigos, enquanto lutam para salvar seus familiares e para mudar o destino de Vera Cruz.

Na explosiva conclusão da série, Joe de Lima apresenta uma obra cheia de ação, romance, adrenalina, fanatismo político e reviravoltas surpreendentes."

> clique aqui para adquirir Ativista na Amazon

> clique aqui para adquirir pelo Clube de Autores

> adicione Ativista no seu Skoob e no seu GoodReads