20 de out de 2017

Capa e sinopse de Ativista


Está chegando a hora da conclusão da saga!

Apresento a vocês a capa (com arte de Rafa Lee) e a sinopse de Ativista, terceiro e último volume da Trilogia Vera Cruz. O lançamento é dia 10 de novembro:

"Vera Cruz está em guerra. Em meio ao caos dos conflitos, um novo governo se estabelece, instaurando uma ditadura violenta e implacável. Ainda se recuperando, Marcel tem de se preparar para sua próxima missão.

Ao mesmo tempo, Camilla e Flora fazem planos para libertar o país. Contudo, o atrito entre elas é cada vez maior. Em meio às festas de fim de ano, Marcel e seus companheiros irão atravessar o país, encontrando novos aliados e inimigos, enquanto lutam para salvar seus familiares e para mudar o destino de Vera Cruz.

Na explosiva conclusão da série, Joe de Lima apresenta uma obra cheia de ação, romance, adrenalina, fanatismo político e reviravoltas surpreendentes."

10 de out de 2017

[Indicação de game] Street Fighter V

Nota: existem muitas resenhas de games por aí, esse texto é sobre minhas impressões pessoais.

A polêmica foi tão grande no lançamento de Street Fighter V que eu não sabia exatamente o que esperar. Agora que estou com ele em mãos, acho que SFV é um dos melhores jogos da franquia. E ao mesmo tempo, também é um dos piores.

Acontece que o game foi lançado com poucos recursos e apenas um único modo de jogo. Naturalmente, muita gente reclamou de ser um produto inacabado. Eu cheguei mais de um ano depois e, como adicionaram conteúdo de lá para cá, essa sensação não incomoda tanto. Mesmo assim, o game ainda está incompleto, tanto que há uma grande atualização agendada para o começo de 2018.

São 16 lutadores na versão básica e estranhei um pouco a lista de personagens. Mesmo que a maioria sejam veteranos, boa parte deles não é do primeiro escalão, como Nash, Karin, Birdie e outros. Guile, Akuma e Balrog só estão disponíveis em DLCs e sinto muita falta de Sagat, Sakura e Blanka (o RH da Shadaloo só pode estar brincando para demitir o Sagat e contratar um personagem tão ridículo como o Fang no lugar). Entre os novatos, Rashid e Laura são os mais legais.

O modo versus é, de longe, o melhor. Os gráficos em 2,5D estão bonitos e a movimentação é fluída. A quantidade de combos e golpes especiais aumenta a variedade e deixa as lutas mais divertidas. Sério, tudo funciona com perfeição durante as lutas.

Fora delas, a situação é bem diferente. A variedade dos modos de jogo é pequena e pouco inspirada. No geral, a apresentação é pobre, com pouco trabalho de vozes e muuuitos loadings. Também há um modo de história gratuito que precisa ser baixado separadamente. Infelizmente, meu console nunca consegue ir além da primeira tela de loading, então "não sou capaz de opinar" sobre isso.

Meu conselho para quem quiser jogar SFV é: vá direto para as lutas. Ali, todos os problemas desaparecem. De resto, prossiga com cautela.

Plataformas: Playstation 4, PC
Gênero: luta
Desenvolvedor: Capcom
Lançamento: 2016

2 de out de 2017

[Dica de leitura] Gunslinger, de Renato Moraes

Meu amigo Renato Moraes é o artista por trás das capas de Arcanista, Armamentista e Dragão de Gaia. Agora ele está lançando seu próprio projeto: a HQ Gunslinger, e o primeiro volume acabou de sair.

A história é ambientada no velho-oeste e, segundo o próprio Renato trata-se de uma homenagem aos filmes clássicos do gênero. Gunslinger está disponível na Amazon e você pode adquirir clicando aqui ou na capa.

Para completar, tem um promoção bem legal rolando. Se você postar um print de Gunslinger no seu dispositivo no Facebook e marcar o Renato, ganha um sketch à sua escolha!