31 de jan de 2018

[Resenha] Meio Rei, de Joe Abercrombie

Num mundo marcado por guerras, o príncipe Yarvi nasceu com uma deformação na mão esquerda que o impede de lutar. Tratado com desprezo pela família, ele estudava para ser um ministro conselheiro quando seu pai e seu irmão mais velho morrem de forma repentina, tornando-o rei. Traído e humilhado, Yarvi terá de se superar numa jornada cheia de dor e sofrimento, contando apenas com sua inteligência para derrotar seus inimigos.

Meio Rei é meu primeiro livro de Joe Abercrombie. É o primeiro volume da série Mar Despedaçado, mas traz uma história completa com começo, meio e fim. O estilo ágil e dinâmico do autor chama a atenção desde as primeiras páginas, a narrativa de Abercrombie é fluída e cheia de energia e não tem dificuldade em te colocar dentro do universo do livro.



Os personagens não são lá muito complexos, mas são bastante carismáticos. Yarvi não é o típico herói desse tipo de narrativa: fraco, medroso e sem talento algum para o combate, porém extremamente sagaz e dono de um enorme conhecimento adquirido através do estudo. Confesso que torci muito pelo romance entre ele e Sumael, uma escrava feia na aparência, mas bastante corajosa e leal a seus amigos.

Voltando a falar do nosso protagonista, é interessante que, mesmo sendo essencialmente uma boa pessoa, Yarvi se vê tendo que tomar decisões injustas e até mesmo cruéis. Aqui, merece destaque a maneira como o autor consegue abordar temas como violência e escravidão sem deixar a leitura pesada demais.

Apesar da capa e de várias passagens evocarem uma obra de fantasia medieval, não se trata de um livro desse gênero. Sim, a história se passa num mundo fictício, mas não há elementos fantásticos como magia, monstros ou outras raças. Trata-se de uma leitura mais realista nesse ponto.

Meio Rei foi uma leitura que superou minhas expectativas com seus personagens cativantes e uma trama estimulante e cheia de reviravoltas, além de ser uma leitura super rápida.

Autor: Joe Abercrombie
Páginas: 288
Ano: 2016
Editora: Arqueiro

Adquira por este link e ajude o blog a crescer:

Nenhum comentário:

Postar um comentário