28 de fev de 2017

[Resenha] O Império Final - Mistborn, de Brandon Sanderson

Mistborn: Nascidos das Brumas é uma das séries de literatura fantástica mais conceituadas da atualidade, muito disso graças a coragem do autor Brandon Sanderson em romper com vários paradigmas do gênero de fantasia.

Para começar, em lugar da ambientação medieval tradicional, temos um cenário vitoriano com elementos de distopia. Nesse mundo, governado com mão de ferro pelo Senhor Soberano, famílias tradicionais oferecem bailes pomposos que servem de palco para intrigas, enquanto a classe pobre vive num estado de semi-escravidão. 

Como era de se esperar, movimentos rebeldes tentam se levantar. Um deles é liderado por um alomântico chamado Kelsier, o único homem a escapar com vida de uma mina de trabalhos forçados. Carismático e cheio de confiança, Kelsier nutre um ódio pessoal contra o Senhor Soberano e para destroná-lo reúne um grupo de figuras tão excêntricas quanto ele próprio, com destaque para sua nova aprendiza, Vin. Criada nas ruas, Vin se acostumou a viver sozinha e a não confiar em ninguém, mas agora que faz parte da gangue, tem de aprender a se passar por uma jovem dama da alta sociedade.

Como disse no paragráfo acima, Kelsier é um alomântico, assim como Vin. A alomancia é a magia desse mundo, e aqui Sanderson inovou mais uma vez, trazendo algo diferente do tradicional. Os alomânticos possuem diversas habilidades especiais: empurrar e puxar objetos metálicos com a mente, aumentar sua força e sentidos e até influenciar as emoções de outras pessoas. São dez poderes no total, cada um abastecido por um metal especifico que os alomânticos precisam engolir.

E embora o autor tenha realmente se dedicado a criar um cenário inovador, o ponto alto de O Império Final está no carisma de seus personagens, em especial os dois protagonistas, Kelsier e Vin. É difícil não se sentir cativado por essa dupla e pela relação disfuncional de pai e filha que os liga.

Com um estilo mais focado nas ações que descrições, o livro tem uma narrativa dinâmica e bem direta, prendendo a atenção do leitor. Com certeza, uma ótima pedida para os fãs de literatura fantástica, que também pode agradar quem não curte tanto o gênero.

Autor: Brandon Sanderson
Páginas: 608
Ano: 2014
Editora: LeYa

33 comentários:

  1. Olá!
    Não tinha ouvido falar ainda desse livro, mas adorei a sinopse! Fiquei um pouco chocada com o fato dos magos terem de engolir metais para fortalecer seus poderes... Já estou pensando em envenenamento e finais não muito bons para essa galera '-'
    Dica anotada! Adoro steampunk e distopia e os dois juntos deve ter ficado mesmo incrível =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foi um livro que superou totalmente minhas expectativas, até já estou com o volume 2 em mãos. Não vou dar spoilers, só digo que não precisa se preocupar a possibilidade de envenenamento :D

      Excluir
  2. Olá Joe, tudo bem??

    Bom eu sou uma chata com relação a livros fantásticos... há os que me chamam atenção e há os que não me cativam de jeito nenhum.... Eu até curti a premissa deste livro por causa dos poderes que foi citado e que essas pessoas precisam engolir metais fiquei bem curiosa para saber como isso é desenvolvido. Xero!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal que esse tenha conseguido te chamar a atenção. Valeu pelo comentário

      Excluir
  3. Eu só comecei a curtir mais fantasia depois de adulta e depois de ler um livro nacional! Hoje em dia eu fico fascinada por histórias desse estilo. O mundo criado pelo autor parece bem construído e isso é essencial em uma fantasia. E saber que term muita ação já me deixa empolgada haha quero ler! Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Faz tempo que não leio nada de fantasia. Achei a premissa muito legal e quando o livro prende o leitor é melhor ainda! Vou anotar na lista rs
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Não posso negar que a premissa desse livro é muito boa e super instigante, mas como não sou muito fã de literatura fantástica, deixarei a dica passar dessa vez...

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oii, Joe. Tudo bem?
    Já tinha visto esse livro nas redes sociais, mas não tinha muita noção da história. A sua resenha foi muito bem feita e me motivou a conhecer mais o enredo.

    Adorei.
    =D

    ResponderExcluir
  7. Oi. Tudo bem??
    Fantasia é um dos meu gÇeneros literários favoritos. Mas acredita que eu ainda não conhecia a série Mistborn?
    Já anotei a dica aqui para ler, caso tenha a oportunidade.
    Bjoo

    ResponderExcluir
  8. Oi Joe!

    Não conhecia o seu blog e gostei da sua escrita. Também fiquei empolgada pelo livro, essa distopia é bem elementar e toda a sua narrativa de destronar o "Senhor soberano" com o toque de fantasia unindo a isso magia me deixou muito cativada. Beijos e obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Bem, eu ultimamente ando lendo bastante literatura e tenho gostado muito. Não conhecia Brandon Sanderson e claro, nem o livro.
    Vou guardar a dica. Obrigada por compartilhar.
    Fui procurar no dicionário para ver a palavra alomântico, alomancia rs ( não tem) Adoro isso palavras inventadas para um determinado universo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre um prazer te receber por aqui, Márcia. Acho que você vai gostar, mas já vou avisando: é série rsrsrs

      Excluir
  10. Olá, tudo bem?
    Esse gênero não é um dos meus favoritos, mas tenho que admitir que a obra me deixou muito curiosa, já anotei a dica e espero fazer a leitura em breve.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, Rayanni! Obrigado pelo comentário :D

      Excluir
  11. Olá!

    Nao conheceria a série, mas não é do meu gênero favorito, então dificilmente eu leria, ja que esse tipo de livro nunca me deixa concentrada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, ok rsrsrs
      Obrigado pelo comentário assim mesmo ^^

      Excluir
  12. oi, Joe!
    Gostei muito da sua resenha! Tem uma ótima análise das escolhas do autor. Eu, como fã de fantasia, sinto que iria gostar desse livro justamente pelas mudanças de paradigmas, pelo inovação. Achei interessante os alomânticos e seus poderes obtidos da ingestão de metal (meu lado biológico já tá pensando em intoxicação...). No momento, estou meio cheia de livros, mas foi pra lista e eu espero ler em breve! ;)

    ResponderExcluir
  13. Pois é, o que me atraiu para ler esse livro foi justamente a quebra de paradigmas. Leia sim, que vale a pena :D

    ResponderExcluir
  14. oie, gostei de saber que é um livro que tende a agradar até mesmo quem não curte tanta fantasia. Achei bem interessante essa veia de inovação do autor, e gostei de saber que temos essa época vitoriana. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  15. Oii,

    Não ouvi falar do livro antes, mas pela sua resenha imagino que seja muito bom. A mudança de cenário (não sendo medieval) já promete uma sensação bem diferente. Quero ler!

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá! Não conhecia o livro, mas por ser fantasia já fiquei animada! Gostei da premissa, parece ser uma história bem emocionante e interessante mesmo, gostei das características dos personagens, já anotei o nome aqui. Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Olá Joe,
    Adoro livros com essa pegada, mas esse livro não despertou em nada minha curiosidade. Acho que é porque não achei a história marcante ou envolvente e tive a impressão que o livro é cansativo e que não agrega muito. Sei lá, pode ter sido uma impressão errônea, mas foi o que ficou e, por conta disso, vou passar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não tem isso de impressão errônea. Cada pessoa tem sua própria visão. Obrigado pelo comentário

      Excluir
  18. Eis um livro que eu amo, ele passou o nome do vento em amor no meu coração, li a trilogia principal e nossa, foi muito boa do 1 ao 3. Sobre esse livro, ele me trouxe coisas boas, mas também me fez sentir que o mundo é injusto e doloroso. Aquele final? Eu não achei justo e fui pega de surpresa. Mudou toda a história? Sim. Eu percebo a importância daquele final? Novamente digo, sim. Mas eu concordo com ele? Definitivamente não. Eu sou daquelas pessoas que tem fé em coisas boas acontecem para pessoas que merecem, e ainda que meu cérebro entenda meu coração esperava outra coisa.
    Espero que continue a leitura e se divirta mais ainda.
    Vin <3 e Kel são meus amores pra vida.

    ResponderExcluir