8 de mar de 2013

[Resenha] Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos, de Roberta Spindler & Oriana Comesanha

Uma coisa que me deixa intrigado é ver dois nomes na capa de um livro. Talvez porque eu nunca tenha tentado uma parceria assim, fico curioso em imaginar como funciona o processo de escrever um livro em dupla. Em Mundos Fantásticos: Caçadores de Poder a divisão é bem clara, cada um dos autores é responsável por um parte específica. Mas aqui temos uma obra mais tradicional, com seus capítulos integrados, escrito por duas autoras: Roberta Spindler e Oriana Comesanha.

Deixando isso de lado, Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos é o primeiro volume de uma nova série de literatura fantástica publicada pela editora Dracaena.

Ao contrário do que o título possa sugerir, não se trata de um livro de contos, mas sim de um romance de aventura. No primeiro contato, Contos de Meigan impressiona pelo tamanho, são mais de 600 páginas! A cor amarelada  das páginas combina com o estilo e trazem um certo alívio para os olhos durante a leitura. O material é resistente. A diagramação é limpa e bem organizada. Que eu me lembre, não há erros de português, algo que (infelizmente) é relativamente comum nas publicações nacionais.

A história começa com a jovem Maya Muskaf, filha da principal líder de Meigan (um mundo paralelo ao nosso) retornando à sua terra natal após passar 3 anos na Terra. Esse retorno coincide com um ataque em grande escala dos Cártagos, inimigos de seu povo. E assim, em meio a um cenário de batalha somos introduzidos à esse novo mundo de forma caótica e emocionante. Como se trata de um livro robusto, muita coisa acontece e a trama pode ser dividida em três arcos. A perseguição de Maya contra seus inimigos na floresta, com a ajuda de seus dois maiores aliados: o forte e misterioso Guardião do Sétimo Portal (que ilustra a capa) e Keith, o Sábio, que conhece muitos segredos e também serve de alívio cômico; o treinamento de Maya; e a nova investida dos inimigos da heroína.

O livro tem uma linguagem ágil e direta, sem termos rebuscados (o que o torna mais acessível). Há uma boa quantidade de termos próprios, no entanto, você logo se acostuma com eles. É notável como as autoras conseguiram criar um mundo complexo e cheio de conteúdo, sem se perder em longas descrições. A magia desempenha um papel importante na vida dos personagens. Nos combates, é comum o uso de bolas de fogo, lanças de gelo e outros efeitos alegóricos, lembrando o estilo dos games e animes. Porém, mesmo com um cenário colorido, temos uma história sombria, que fala sobre temas como perda, traição e perseverança. As lutas são violentas e, por vezes, a história chega a ser cruel com alguns personagens.

Maya tem uma personalidade muito bem definida, porém é uma personagem difícil de se simpatizar: mimada, egoísta e prepotente. Além de que sua importância é um pouco exagerada. Como se trata da protagonista, é natural que tudo passe por ela de alguma forma, mas em certos momentos parece que o mundo inteiro gira ao seu redor.

Nada que desmereça essa excelente obra, que merece figurar ao lado dos grandes destaques da literatura fantástica. A viagem até Meigan é divertida e empolgante. Mais do que recomendado!

FICHA TÉCNICA
CONTOS DE MEIGAN: A FÚRIA DOS CÁRTAGOS

Autoras: Roberta Spindler e Oriana Comesanha
Lançamento: dezembro/2011
Números de páginas: 618
Editora: Dracaena

3 comentários:

  1. Adoro ver trabalhos nacionais! :3
    Já havia ouvido falar de Contos de Meigan, pena não encontrar fácil nas livrarias que conheço (caso de outros tantos livros nacionais).
    Ótima resenha Joe! ^^
    Contou tudo sem dizer nada! \o/ (leia-se, sem dar spoilers) XD
    Esper ver em breve mais resenhas por aqui, então continue lendo! :D
    Até a próxima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, Victorio!

      Eu adquiri o meu exemplar diretamente com a Roberta, aqui o twitter dela: @robertaspindler

      Excluir
    2. Já sigo ela no twitter Joe, aliás, conheci o livro pela página do Facebook, o resto foi acompanhamento... ^^

      Excluir