11 de jun de 2018

[Tem na Netflix] Devilman Crybaby


Estranho. A primeira coisa a ser dita sobre Devilman Crybaby é que se trata de um anime estranho, uma obra fora da curva quando comparada com outras séries.

Produção original da Netflix, o anime narra a história de Akira Fudo, um jovem de boa índole que costuma chorar quando vê uma injustiça. Seu melhor amigo é Ryo, um rapaz rico e excêntrico, dono de um passado misterioso. Numa noite na balada, os dois são surpreendidos quando pessoas se transformam em demônios monstruosos. O próprio Akira é possuído por um demônio, mas graças a seu bom coração, consegue manter sua mente intacta.

A partir daí, ele precisa lutar contra os impulsos do monstro que habita seu corpo, ao mesmo tempo em que pode se transformar num demônio com coração humano. À princípio, ele usa essa habilidade para lutar contra outros demônios, mas logo descobre que nem tudo é como parece e que existe muito mais em jogo do que ele pensava.

De cara, Devilman Crybaby já chama atenção pelo visual. O character design é bem diferente do que se costuma ver em animes, muito mais estilizado e com cores saturadas. Também se trata de uma série adulta e intensa. Violência, nudez e sexo são mostrados de forma crua e sem rodeios, mas honesta, sem fanservices gratuitos (essas cenas sempre acontecem dentro de um contexto e levam à trama adiante).

Com apenas 10 episódios, o roteiro é dinâmico e tem como maior mérito a imprevisibilidade. Eu mesmo cheguei aos episódios finais sem fazer ideia de como a série acabaria. E os personagens são bastante carismáticos. A dublagem brasileira também ficou muito boa.

Então, pra quem procura algo diferente e curte histórias viscerais, Devilman Crybaby é uma ótima pedida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário