26 de out de 2013

[Anime] Jormungand

"Her name is Koko! She is loco! I said: oh, no!"

Antes de começar, uma pequena aula de mitologia nórdica. Jormungand é uma serpente colossal, cujo corpo é grande o bastante para dar a volta ao mundo. Por essa razão, muitas vezes ela é chamada de Serpente do Mundo ou Serpente de Midgard (o mundo dos homens). Agora, para saber o significado do Jormungand do título do anime em questão vai ser preciso esperar um pouco, já que essa explicação só vem nos arcos finais da série.

Baseado no mangá de Keitaro Takahashi, Jormungand é uma produção de  2012 que conta com 12 episódios. No mesmo ano, a série ganhou uma segunda temporada chamada Jormungand: Perfect Order com mais 12 episódios.

A trama conta a história de Koko Hekmatyar, uma excêntrica e carismática traficante internacional de armas. Koko viaja pelo mundo acompanhada de sua equipe de guarda-costas. Entre eles quem mais se destaca é o menino-soldado Jonah, um orfão de guerra que odeia armas, apesar de ser um exímio atirador. Koko e Jonah tem uma relação onde ambos são tanto protetor quanto protegido e da interação entre eles nascem alguns dos momentos mais interessantes do anime.

Outros personagens de destaque são a lésbica super-turbinada Valmet, uma especialista em artes marciais e Kasper Hekmatyar, irmão mais velho de Koko e também traficante. O casal de irmãos é ligado por um forte laço, apesar de uma certa concorrência entre eles.

Sendo uma animação dirigida a um público mais maduro, Jormungand tem um tom sombrio e violento, mas também melancólico, por vezes. O estilo lembra um pouco os filmes de ação B com tiroteios irreais e explosões em cenários que vão desde ruas movimentadas à matas fechadas.




Esse é um anime que eu curti muito, mas preciso reconhecer que a série deixa a desejar em alguns pontos. É uma pena que o pai de Koko e Kasper não apareça em nenhum momento, sendo apenas citado várias e várias vezes.

Enquanto a primeira temporada traz episódios fechados com maior foco na ação, a segunda é mais voltada para os personagens. Mesmo sendo uma traficante de armas, Koko tem um grande plano para trazer a paz mundial. Aqui reside outro ponto fraco. Durante todo o anime, ela se mostra uma personagem inteligente e sagaz, mas no fim se entrega cegamente a um esquema ousado em sua forma, mas ingênuo em seus objetivos.

No final das contas, Jormungand se segura mais no carisma de seus personagens (especialmente Koko) do que em sua trama, que carece de um pouco mais de substância. Ainda assim, é um anime divertido de assistir, que se distância das produções adolescentes e dos ecchis que dominam o mercado.




2 comentários: