25 de jan de 2013

[Resenha] Natal Fantástico

Mesmo que o natal já tenha passado, um bom conto é para o ano todo. Natal Fantástico é o primeiro lançamento da editora Infinitum após se separar da Oráculo/Technofantasy. O livro foi organizado por Ademir Pasquale e Gian Danton e trás um total de 11 contos.

Natal Fantástico foi lançado exclusivamente de forma digital. A editora compartilha a antologia gratuitamente através do e-mail contato@editorainfinitum.com.br e o leitor pode escolher qual formato deseja entre os disponíveis: .epub, .pdf e .mobi. Eu conferi os dois primeiros formatos, e vale ressaltar que há uma grande diferença entre eles, sendo que a versão em .pdf  é a mais recomendada por apresentar um acabamento superior com uma diagramação mais limpa e organizada, além de bordas em todas as páginas.

Ao contrário do que se poderia esperar, o Papai Noel aparece em poucos contos, o que já mostra a variedade de gêneros.

O Natal de Lúcifer (Edweine Loureiro) abre muito bem os trabalhos com uma interessante história baseada na "mitologia" cristã.

Se Acreditares! (João Manuel da Silva Rogaciano) e Um Conto Sobre Encanto Enquanto Tivermos Lembranças (Edileuza Bezerra de Lima) trazem contos emocionante, com mensagens de fé e esperança.

Abordando o tema da redenção temos Canção de Natal (Gian Danton) com uma narrativa forte, embora a reviravolta no final diminua um pouco dessa força; O Homem Que Queria Destruir o Natal (Danny Marks) ainda aproveita para criticar a sociedade e o consumismo natalino; e As Moiras (Ben Green), que mostra uma redenção "à força".

Com um clima mais sombrio, a antologia trás os ótimos O Natal dos Gêmeos (Priscila Boltão) falando sobre maldade infantil; e Tomás (Francelise Márcia Rompkovski), que na minha opinião tem a melhor narrativa do livro. Puxando mais para o terror propriamente dito, temos O Menino Que Vê a Verdade (Andrea Carvalho), um conto interessante, mas que deixa uma impressão de ser o primeiro capítulo de algo maior.

Para encerrar, quero falar sobre dois contos que penso terem ficado meio deslocados no livro, não pela qualidade, mas por não se adequarem totalmente à proposta da antologia. O primeiro deles é Desejo Realizado (Reinaldo Yamauchi), nesse conto o natal fica à parte da história, sendo irrelevante dentro do contexto. Situação parecida acontece com Sinos de Natal (Miguel Carqueija), cuja trama é ambientada no mundo contemporâneo, sem elementos fantásticos, exceto por uma ou duas citações breves.

Em última análise, Natal Fantástico é um livro que tem na diversão descompromissada seu maior mérito. É uma leitura divertida e agradável para qualquer época do ano.

FICHA TÉCNICA
Natal Fantástico

Lançamento: dezembro/2012
Autores: vários
Total de contos: 11
Número de páginas: 79 em .epub/ 101 em .pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário