23 de ago de 2009

Delírios de uma mente singela


Cá estou para encarar um grande desafio: ser roteiristas de histórias em quadrinhos! Ao contrário do que muita gente pensa, isso não é nada fácil!

É preciso pesquisar, fritar o cérebro pensando no mundo da história, como o fulano de tal reagiria aqui, o que a talzinha faria ali.

Além de tudo isso ainda tem o fato que no Brasil o roteirista é bem menos valorizado que o desenhista, isso quando alguém se lembra do mané que escreveu a história.

Mas enfim, não adianta nada ficar chorando. O jeito é seguir em frente, afinal, quem tem paixão por contar histórias não abandona esse caminho por nada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário