14 de ago de 2015

De que tamanho é um livro? (ou A diferença entre conto, noveleta, romance, etc)

A ideia desse post surgiu de uma conversa com o Sandro Moura, do Tiozinho Nerd. E recentemente vi um em um grupo no Facebook aparecer a questão sobre quantas páginas um livro deve ter para ser considerado grande.

Em primeiro lugar, tenha em mente que medir o tamanho de um livro pela quantidade de páginas é coisa para os leitores. Entre autores, editores e outros profissionais que trabalham nos bastidores, um livro é medido pelo número de palavras.

Então: quantas palavras são necessárias para uma obra ser considerada um romance? Não resiste uma regra realmente estabelecida, mas é amplamente aceito (aqui no Brasil e lá fora) que um livro é um romance a partir de 40 mil palavras. Coincidência ou não, essa é exatamente a quantidade de palavras do ícone pop O Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams.

Quanto às demais classificações, novamente não há regras. No Brasil é bastante comum uma tabela que divide a classificação em quatro tipos:

- Conto: até 7.500 palavras
- Noveleta: de 7.500 palavras a 17.500
- Novela: de 17.500 palavras a 40.000
- Romance: a partir de 40.000

Essa classificação varia um pouco em alguns países. Há versões americanas que tem seis ou mais tipos, mas no geral, esses valores são bastantes conhecidos e utilizados.

1 de ago de 2015

Seleção para Seres Amazônicos

Saiu a lista com os contos selecionados para a antologia Seres Amazônicos com organização de Maurício Coelho.

A Face do Boto – Patrick Santos
A Fuga do Curupira – Inácio Oliveira
A Magia da Floresta – Sirius
A Misteriosa Origem dos Filhos D’água – JBAlves
A Pedra Verde das Icamiabas – José Lucas dos Santos Costa
A Proposta – Santiago Castro
A Sereia Sem Canto – Priscila Machado
A Vingança da Sereia – Amauri Chicarelli
Estrada Inca – Jean Thallis
Guardiões – Francélia Pereira
Matita Maria – Hileane Barbosa Silva
No Coração da Selva – Alfredo Alvarenga
O Bezerro Rosilho – Ailton Silva Favacho
O Bravo Pirarucu – Raphael Miguel
O Coronel e o Lobisomem – Ana Rosa de Oliveira
O Criador de Lendas – Jhon Mark
O Fogo de Angatu – Wilson Faws
O Grito veio da Floresta – Bruno Eleres
O Mapinguari – Edweine Loureiro
O Porto – Anderson do Couto Candido
O Saci – Gustavo Valvasori
O Tabaco da Caipora – Moisés Diniz 
Os Dois Deuses e o Senhor da Travessura – V. M. Gonçalves
Runolfo e o Encantamento da Cobra Ajuritana – Márcio Fernandes Conceição
Saci da Floresta – Fred Sá Teles
Suindara – Ed Rastum
Um Amor – Endell Menezes